Fajãs do Ouvidor e da Ribeira da Areia


SJO 3 >

As fajãs do Ouvidor e da Ribeira da Areia são formadas por escoadas lávicas basálticas emitidas da cordilheira vulcânica central, que atingiram a arriba e espraiaram-se na sua base. Em conjunto com a Fajã das Pontas, são as fajãs lávicas existentes na costa norte da ilha de São Jorge. A Fajã do Ouvidor está associada a escoadas emitidas do Pico Areeiro, localizado a 3 km de distância eque se formou há cerca de 2530 anos. Esta é uma das maiores fajãs lávicas da ilha, servida de um bom porto de mar (o melhor da costa norte), que apoia algumas embarcações de recreio e de pesca. É também local de banhos, com várias poças ou piscinas naturais, sendo a maior e mais conhecida a Poça de Simão Dias. Exibe, ainda, disjunções prismáticas nas suas arribas mergulhantes e algumas grutas litorais, a maior das quais é a Furna do Lobo, com mais de 50 m de comprimento. Tal como na fajã da Ribeira da Areia, localizada a nascente da primeira, são comuns, e típicos, diversos arcos lávicos. Este é um geossítio prioritário do Geoparque Açores, com relevância regional e interesse e uso científico, educacional e geoturístico.

38º 40'12''N 28º 02'23''W > VER MAPA

Fajãs do Ouvidor e da Ribeira da Areia
Fajãs do Ouvidor e da Ribeira da Areia Fajãs do Ouvidor e da Ribeira da Areia
Clique aqui
Página Principal | Contactos | Notícias | Sitemap
Governo dos Açores Visit Azores Programa Operacional dos Açores para a Convergência (PROCONVERGENCIA)  
Clique aqui